Como todo ser humano, tenho minhas ambiguidades. Quando os YouTubers de games surgiram, confesso que fiquei com o pé atrás. Além do medo de perder o emprego, havia sempre a preocupação que a informação não fosse bem trabalhada por eles como nas revistas, sites e outros veículos mais tradicionais do país.

Esse lenga-lenga introdutório é só pra dizer que, dias atrás, deu uma vontade de atacar como um “influenciador digital”. E aí gravei um pequeno vídeo sobre os cadernos de The Legend of Zelda que ganhei da Foroni ao visitar o estande deles na Comic Con Experience.

Usei meu celular e, sem muita pretensão ou qualquer texto preparado, gravei de uma vez só. No impulso. Se fosse cuidar de detalhes como iluminação e edição, minha coragem em pilotar uma câmera desaparecia em pouco tempo.

A ideia mesmo era apenas mostrar os produtos. É claro que ficou simples demais, mas é um começo. Sim, hoje a minha visão é mais amadurecida sobre “tais modernidades” e tenho certa vontade em tentar algo mais profissional nesta área. O tempo (e a necessidade) nos faz mudar de opinião…