Era uma frase simples, que escondia sim uma certa alegria. Mas, de repente, ela virou o centro de um rebuliço na minha timeline do Facebook. Postei o “A águia pousou” no início da tarde de 21 de novembro de 2013 para, de certa forma, celebrar a realização do Brasil Nintendo Showcase, que rolaria nos dias 22 (sexta) e 23 (sábado) daquele mês na capital paulista.

Para ser mais preciso, minutos antes havia trocado uma mensagem com um dos executivos da Big N que cuidava da aprovação da capa da Nintendo World. Por curiosidade e registro, tratávamos da NW176, que deu destaque para The Legend of Zelda: A Link Between Worlds.

No e-mail o gerente me perguntou se nos “encontraríamos pessoalmente” no evento. Se ele soubesse quanto eu estava envolvido na celebração que marcou o lançamento do Wii U em território brasileiro. Não perderia aquilo por nada! Fui o primeiro a aparecer e um dos últimos a sair nos dois dias da festividade.

AAguiaPousou_01

Além dos comentários que começaram a pipocar na rede social do Mark Zuckerberg, como “Você tá sendo mto misterioso e isso ta me matando de curiosidade!! Haha ansioso pra compreender tdo isso rsra”, outros amigos vieram me procurar através do Messenger para entender o que estava acontecendo.

Foi quando me dei conta que a principal suspeita era sobre a possível presença de algum produtor, como Shigeru Miyamoto, ou de Reginald Fils-Aimé, presidente da Nintendo of America, ou a abertura do escritório da empresa em São Paulo.

Parecia loucura, mas naquele momento não era tão impossível assim. Reggie esteve por aqui em 2011 e sabemos que veio com as melhores intenções… Vale lembrar que Charles Martinet, dublador de Mario, Luigi, Wario e Waluigi era a principal atração confirmada.

É claro que me diverti com as suspeitas e mantive o silêncio para ver onde aquilo ia parar. Ou melhor, postei horas depois a frase “Aí chega aquele momento em que cai a ficha: você também faz parte do que está acontecendo”.

AAguiaPousou_02.jpg

Não dava para esconder a alegria que era receber a comitiva da Big N no Brasil. A gente sabe que estão de olho na gente, mas esse contato é raro, muitas vezes restrito a reuniões marcadas nas edições da E3, por exemplo. Logo menos voltarei ao assunto.

Me senti um pouco quando Orson Welles narrou a trama de A Guerra dos Mundos, de H. G. Wells, em uma transmissão de rádio nos Estados Unidos, lá em 1938, causando pânico na população.

Confesso que, por ser o editor da revista oficial da Big N na ocasião, as pessoas acreditavam que tinha acesso antecipado às novidades, aos segredos industriais. Quem me dera! O máximo que sabia antes era a respeito de brindes de pré-venda dos games ou dos meetups. Era e fui um mero mortal nesse quesito.

Depois que o evento passou meus amigos viram que o “A Águia Pousou” não era nada demais. Ainda assim, se tornou algo especial para mim. Por isso, quando tive a ideia de fazer um blog com as minhas experiências pessoais e profissionais, não tive dúvidas ao batizá-lo.

Agradeço ao Juno Cecilio por emprestar a foto, tirada no  Showcase, que ilustra este post. 🙂